Blog

DENGUE: Determinação de IgG/IgM anti-vírus por método imunocromatográfico.

A Dengue é uma doença causada por um arbovírus que possui quatro sorotipos antigenicamente distintos: DEN-1, DEN-2, DEN-3 e DEN-4.

Atualmente no Brasil circulam os quatro sorotipos que se intercalam nas ocorrências das epidemias, que geralmente são associadas com a introdução de novos sorotipos em áreas anteriormente não atingidas ou alteração do sorotipo predominante. O vírus da Dengue é transmitido pela picada do mosquito do gênero Aedes que é responsável também pela transmissão de outras doenças virais.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que 4 bilhões de pessoas vivam em áreas com risco de infecção pela doença. Anualmente cerca de 390 milhões de casos são registrados em todo o mundo. No Brasil, a transmissão vem ocorrendo de forma continuada, em surtos cíclicos sendo que o maior destes apresentou cerca de 2 milhões de casos notificados.

A Dengue pode ter diferentes apresentações clínicas e de prognóstico imprevisível, seu período de incubação varia de 3 a 15 dias. A doença começa bruscamente apresentando febre elevada, fortes dores de cabeça e nos olhos, além de dores musculares e nas articulações. Nos casos mais graves quando a febre diminui, por volta do terceiro ou quarto dia surgem hemorragias por causa de sangramentos de vasos na pele e em órgãos internos caracterizando a dengue hemorrágica. Nesses casos, o quadro clínico se agrava rapidamente, apresentando sinais de insuficiência circulatória, dores abdominais fortes e contínuas, pele pálida, sangramento pelo nariz, boca e gengivas e manchas vermelhas na pele, podendo levar a morte.

O diagnóstico da dengue é feito comumente mediante sorologia para determinar a presença de anticorpos contra o vírus no sangue ou antígenos específicos, variando suas concentrações plasmáticas de acordo com o tempo do início da infecção.

A NS1 é uma proteína que se apresenta em concentrações detectáveis durante a infecção pela dengue, surge no primeiro dia com decréscimo a partir do quarto dia, desaparecendo

em torno do quinto, sexto dia após o início dos sintomas.

IgM surge em média de 5 a 8 dias após os sintomas podendo durar de 30 a 90 dias, já o IgG surge em média após 14 dias podendo persistir por toda a vida.

Diante da importância desta doença a RenyLab, assume o compromisso com a qualidade disponibilizando testes rápidos com resultados em 20 minutos, com altas taxas de

sensibilidade e especificidade com eficiência certificada e um rigoroso controle de qualidade.

O Imunotest Dengue da Renylab é um teste imunocromatografico em fase sólida, detectando de forma qualitativa e diferencial os anticorpos IgG, IgM, contra os quatro sorotipos do vírus da dengue em soro e plasma humanos.

O exame é rápido e seguro e representa uma importante ferramenta para o tratamento dos pacientes com suspeita da dengue.